domingo, 17 de junho de 2018

O LORDE E O VIAJANTE

Resultado de imagem para VIAJANTE - MARCO POLO
VIAJANTE ERA O NOME DE UM CÃO POLICIAL E LORDE, O DE UM VIRA-LATA
Que eu me lembre eram somente dois cachorros, mas deveria haver mais alguns de menor importância de que não me lembro. 
Viviam eles no terreiro e também dentro do rancho de pau a pique, muito dóceis com os quais brincavam eu e minha irmãzinha mais nova.

Resultado de imagem para CRIANÇAS BRINCANDO COM CACHORROS

Um era cão policial chamado Viajante e o outro era um vira lata, pelagem lisa e curta, cor avermelhada chamado de Lorde. 


A imagem pode conter: cão

Resultado de imagem para CÁES MORDE CRIANÇAS
O adultos advertiam as crianças: "Cuidado que o Lorde te morde!".

Eram cães de caça que acompanhavam o tio Donato que, na mata, parecia um índio. Caçava-se todo tipo de aves entre os quais, Jacus - jacuaçu, ave também conhecida como jacuguaçu encontrada no norte paranaense, na água das Antas. Vejam o vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=0hbaPjSKkAw
Resultado de imagem para aves silvestres jacu
JACU
A imagem pode conter: atividades ao ar livre e natureza
QUECHADA
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
CAETETU
A imagem pode conter: pássaro, planta, árvore, atividades ao ar livre e natureza
JACUTINGA
A imagem pode conter: atividades ao ar livre e natureza
PACA
Resultado de imagem para ANIMAIS SILVESTGRES ANTA
ANTA

Às vezes era encontrada também jacutinga, mas na maior das vezes eram apanhadas caças de maior porte, principalmente veados, capivaras, pacas, queixadas, catetu (caetetu). 

Uma vez vi uma anta e fiquei admirado por sua clina parecida com a de cavalos. 
Resultado de imagem para ANIMAIS SILVESTGRES ANTA
ANTA COM FILHOTE











Resultado de imagem para ANIMAIS SILVESTRES VEADO
VEADO





Precisava caçar? Não por falta de carne, porque se criavam porcos e galinhas em abundância.
Mas o tio Donato amava caçar.

Às vezes internava-se na mata e voltava vários dias depois sempre trazendo grande quantidade de caça.

A imagem pode conter: cão, atividades ao ar livre e natureza
Um dia aconteceu o inesperado. Ouvimos o ganido de cachorro na mata do outro lado do córrego das Antas.

Imediatamente o tio Donato correu para o lugar donde vinham os latidos.

Passaram-se algumas horas e o tio Donato apareceu com o Viajante morto sobre o pescoço.

Chorava inconsolavelmente.

O cachorro de que tanto gostava tinha sido picado por uma cobra.

domingo, 1 de abril de 2018

TIO JUCA E TIA DITA - UM MOLEQUINHO PRA LÁ DE ACANHADO!


COMO SE DEU O ARRANJO DO CASAMENTO entre os futuros sogros de meu tio Juca (115) e a Dinha (21), viúva.

Morávamos em um ranchão de pau-a-pique, coberto de tabuinhas na água das Antas, perto do Patrimônio de Santo Inácio, há poucos quilômetros do Paranazão. Éramos a Dinha, O tio Donato, tio Juca, tio Nicomedes, tio Lazinho, minha mãe (há algum tempo tinha largado de meu pai), a rosinha, minha irmã mais nova e eu. No rancho havia apenas dois cômodos: a sala e a cozinha. A sala servia para receber visitas especiais e para dormir; a cozinha ainda servia para receber visitas mais íntimas. Se comia na cozinha, na sala e no terreiro.

PRIMEIRA IGREJINHA DE SANTO INÁCIO - Teria eu aí em torno de 6 anos. Por que marginalizado? É que que na foto só estavam mulheres e aí me mandaram sair do grupo e mesmo assim ainda fui retratado! Estou à direita. A menininha mais perto de mim é a minha irmãzinha, a Rosinha que morreu aos 7 anos e foi sepultada em Jaguapitã-PR. No pescoço dela está o braço da Terezinha, filha da primeira professora do "Patrimônio" de Santo Inácio.

Eu, um garotinho de apenas 5 anos, brincava pelas redondezas e de quando em vez dava uma chegada no rancho. Numa dessas vezes se deu o inesperado. Acabei ficando completamente desconcertado ao me deparar com algo que jamais esperava encontrar. Ao entrar na sala vi várias pessoas, mas uma em especial despertou excessivamente minha atenção. Era a dona Eugênia Teodoro (a Mandie em guarani), que de tão bonita que estava, toda produzida, com os recursos dos anos 40 e na roça, chegou a me assustar. Surpreso, passei por todos completamente confuso para refugiar-me na cozinha. Ninguém deu a mínima atenção para mim, um garotinho da roça com apenas 5 anos de idade. Por isso, ninguém percebeu o meu enorme espanto.




Resultado de imagem para confusão de um garotinho de 6 anos
Pois bem. Procurei refúgio na cozinha, mas foi exatamente ali que se deu o cúmulo de meu constrangimento. 

Lá estava a futura tia dita, vestida com um traje que jamais pensava existir no mundo. Ela envergava um lindo vestido de seda tudo azul. Parecia, para mim, algo de outro planeta, ou talvez, um anjo descido do céu. Não tinha como ficar mais aturdido do que já estava. Tamanho era o meu acanhamento que passei direto por todos e fui, encabuladíssimo, curtir toda minha confusão bem longe do rancho de minha avó.

Resultado de imagem para SEDA-AZUL LINDA COMO UM ANJO"
Não era bem assim nem tão bonita quanto à modelo. Se fosse assim acho que teria desmaiado. Ela estava vestida de seda azul sem estampa. De olhos claros? Nem pensar! Ela era filha de pai e mãe índios.



Eu tinha tanta importância para os adultos, talvez por ser tão bobinho, que sequer se lembraram de me contar do que se tratava e eu também nem tinha curiosidade de perguntar.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

FAMÍLIA GARCIA

A família Garcia é muito conhecida no Brasil. Por aqui, a sua popularidade é alta, mas existe um país onde os descendentes tem mais força. Confira abaixo um pouco da história, curiosidades e modelos de brasão dos Garcia.

O sobrenome Garcia, assim como tantos outros, não surgiu no Brasil, por uma simples razão de que o Brasil foi colonizado e habitado primeiramente por estrangeiros. Dessa forma, os sobrenomes vêm de outros países e acabam ganhando popularidade uma vez que os imigrantes fizeram do Brasil sua nova morada.

Origem da família Garcia

Este é um sobrenome português de provável origem ibérica. A forma Garcias dá a ideia de que este seja um patronímico, ou seja, derivado de um nome próprio, assim como Garcez. Esta é só uma das origens deste sobrenome, que teve outra maneira de ser constituído.
Alguns historiadores afirmam que este vem do basco Harsea (o urso). O que acontece é que provavelmente ele tenha vindo também de gartzea (o jovem). Por isso, há uma certa confusão entre os historiadores sobre a verdadeira origem dos Garcia.
É possível que todas as origens apresentadas sejam verdadeiras. Desse modo, estas são famílias independentes que possuem o mesmo sobrenome, mas não o mesmo sangue.

Curiosidades

Na Espanha, este sobrenome é bastante popular. Há uma estimativa de que 5% dos espanhois sejam descendentes dos Garcia.


Variantes do sobrenome Garcia
Em documentos antigos foram encontrados registros das variantes Garsia, Garsea e Garcea.  Garcez, Garce, Garcey, Garseso, Garcés, Garsía, Garcíaz, Carcía também são outras formas. Mesmo assim, a mais utilizada, popular nos dias de hoje é Garcia ou García.
As outras grafias mostradas anteriormente também podem ser encontradas, mas com certa dificuldade. Desde que Garcia se firmou como está, as famílias passaram o sobrenome atual aos descendentes.

Brasão da Família Garcia

O brasão encontrado para a família Garcia de Portugual é feito de prata, com três leopardos de vermelho, armados e lampassados de azul, um sobre outro. Este é um dos modelos encontrados que , ao que parece, é o mais original desta família.

Outros modelos de brasões são encontrados. Existe até mesmo um modelo em que uma garça é encontrada no escudo, fazendo referencia a outra provável origem deste sobrenome. Uma característica bem comum nesses brasões é a cor vermelha.
brasao-sobrenome-familia-garcia
brasao-sobrenome-familia-garcia-espanha
brasao-sobrenome-familia-longo-2



quinta-feira, 5 de outubro de 2017

PERDEU A NAMORADA PARA UM PARENTE COM O DOBRO DE SUA IDADE

FOI ASSIM QUE O LICO VILELA ACABOU PERDENDO  A NAMORADA PARA UM PARENTE COM QUASE O DOBRO DE SUA IDADE

Lico Vilela com sua Filha Lúcia


Resultado de imagem para "joaquim garcia da silva"
Adicionar legenda
O Lico (Hilarindo Garcia da Silva), agora com os seus 91 anos de idade, se diverte  quando narra o fato de um outro seu parente lhe quebrar a asa. Segundo nos reconta sua filha Lúcia, seu pai deveria ter uns 17 anos quando começou a namorar uma moça muito legal.

Era a prima Elídia, filha da tia dele, chamada Josina, irmã de seu Pai José Garcia. O sr. Antônio Goulart, pai da moça, não comia nada enrolado. Era o tipo severíssimo para com os filhos. Por isso, andavam dizendo que ela vivia doidinha para se casar, a fim de se livrar da tutela do pai carrancudo.

O namoro transcorria maravilhosamente tranquilo, embora rigorosamente vigiado pelo pai e pela mãe da moça.

Inadmissível para época, o fato de o namoro alongar-se por muito tempo. Ela nada falara sobre casamento e ele também. O namoro prolongava-se por uns 4 anos.




Foi aí que apareceu um tal de Dico (Arcedino. Arcedico, Dico), filho da Maria Cândida e Olímpio e neto de um dos cabeças da família Garcia, sr. Joaquim Garcia, irmão de meu avô Francisco Garcia da Silva (Vejam a sua ascendência logo abaixo).


Solteirão e com o dobro da idade do Lico já ultrapassava a casa dos 40.


Viera decidido a se casar com a bela prima Elídia.




Sem nenhuma cerimônia, já foi pedindo a mão da moça em casamento.



Independentemente do consentimento da filha, o sr. Antônio Goulart, na hora, concordou sem pestanejar e, a partir daí, tudo ficou arranjado. E, diga-se de passagem, a moça não se fez de rogada aceitando o casamento sem qualquer reserva.
Resultado de imagem para "joaquim garcia da silva"
Primeira Reunião da Família "Garcia da Silva" em Capitólio-MG em julho de 2015

O Lico, que se diverte com esta narrativa, teve de se arranjar com outra consorte, bem mais tarde, tendo com ela vivido muito bem, graças a Deus!



DETALHE: O moço antes de pedir alguém em casamento teria de obter a autorização de seu próprio pai.


NOTA TRISTE - No dia 22/09/2017, com imenso pesar, recebi de sua filha Elidia Eunice a notícia de seu falecimento à 1:30 h da manhã. Ele tinha sido internado em 28 de agosto com grave pneumonia nos dois pulmões e não estava respondendo aos medicamento ministrados.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

EDITE PARA SI MESMO AS LISTAS DE PARENTES NO EXCEL


AGORA VOCÊ PODE ACESSAR E EDITAR PARA SI MESMO AS LISTAS DE TODOS OS OS NOSSOS PARENTES ORGANIZADAS NAS ORDENS:





- DE CÓDIGOS ENGLOBANDO CADA FAMÍLIA

- ALFABÉTICA

- POR NÍVEL DE PARENTESCO



CAMINHO: 1 - Ao clicar em um dos links abaixo lhe aparecerá uma lista apenas para leitura;
2 - Acima das letras que indicam as colunas do excel você verá o botão "Editar pasta de trabalho". Clique nele; 3 - Aparecerá, então, uma "janela em verde". Clique em "Editar no Excel"

NOTA: Se, porventura fizer alguma alteração, por favor, envie-a, com todas as informações relativas às
relações de parentesco, com fotografias, históricos, etc., para o meu FACEBOOK: OSWALDO DE PAULA GARCIA.

Clique na opção desejada - RELAÇÃO EM ORDEM:


DE CÓDIGOS
ALFABÉTICA
PARENTESCO